Data: 15/05/2018
Mês: Maio
Ano: 2018
No 1º trimestre de 2018, o Índice de Custo do Trabalho (ICT), ajustado de dias úteis, registou uma taxa de variação homóloga de -1,5% (+3,8% no 4ºT de 2017). As duas principais componentes dos custos do trabalho são os custos salariais e os outros custos (por hora efetivamente trabalhada). Os custos salariais diminuíram 1,5%, em relação ao mesmo período do ano anterior e os outros custos diminuíram 1,4%.
 
Para o subgrupo de actividades económicas pertencentes às secções B a N (que abrangem, genericamente, o sector privado da economia) ocorreu um decréscimo homólogo do ICT de 1,9%. No subgrupo composto pelas restantes actividades económicas (secções O a S), que incluem maioritariamente, mas não exclusivamente, as actividades do sector público da economia, verificou-se um decréscimo homólogo do ICT de 0,9%.

i0279002

(Quadro: INE)

i027901

(Tabela: INE)

Nota: Neste destaque, o INE inicia a apresentação de novas séries de Índices de Volume de Negócios nos Serviços, com valores retrospetivos desde Janeiro de 2005 e tendo como ano de base 2015. Estas novas séries substituem as anteriores, que tinham como ano base 2010. Esta mudança de base é obrigatória de acordo com os respetivos regulamentos da União Europeia e visa melhorar a representatividade estatística dos índices. Estas alterações originaram revisões nos resultados anteriormente publicados. Dada a sua importância primordial, foi dada prioridade à variável Volume de Negócios. As séries de emprego, remunerações e horas trabalhadas, que passarão a integrar dados provenientes de fonte administrativas, serão divulgadas, na nova base, com o próximo destaque, previsto para 12 de junho.

Documento Original PDF