Data: 14/02/2017
Mês: Fevereiro
Ano: 2017
No 4º trimestre de 2016, o Índice de Custo do Trabalho (ICT), ajustado de dias úteis, registou uma taxa de variação homóloga de 1,2% (2,8% no 3ºT de 2016). As duas principais componentes dos custos do trabalho são os custos salariais e os outros custos (por hora efetivamente trabalhada). Os custos salariais aumentaram 1,2%, em relação ao mesmo período do ano anterior, e os outros custos aumentaram igualmente 1,2%.
 
Para o subgrupo de atividades económicas pertencentes às secções B a N (que abrangem, genericamente, o sector privado da economia) ocorreu um decréscimo homólogo do ICT, de 0,8%. No subgrupo composto pelas restantes atividades económicas (secções O a S), que incluem maioritariamente, mas não exclusivamente, as atividades do sector público da economia, verificou-se um acréscimo homólogo do ICT de 4,3%.
 
No conjunto do ano de 2016, o ICT aumentou 1,6%, devido a acréscimos de 1,8% nos custos salariais e de 0,9% nos outros custos do trabalho. Recorde-se que, no ano anterior, o ICT também tinha registado um aumento de 1,6% (a que corresponderam acréscimos de 1,3% e de 2,6% dos custos salariais e dos outros custos, respetivamente). Em 2016, o ICT registou um decréscimo anual de 0,1% nas atividades das secções B a N e um acréscimo de 4,0% nas atividades das secções O a S.

i024429

                                                                   (Quadro: INE)

 

Documento Original PDF