Data: 14/03/2011
Mês: Março
Ano: 2011

Segundo o INE, no 4º trimestre de 2010 o Produto Interno Bruto (PIB) aumentou 1,2% em volume face ao período homólogo de 2009 (variação de 1,4% no 3º trimestre de 2010). A aceleração do PIB em termos homólogos esteve associada ao contributo da Procura Externa Líquida (0,7 p.p.) e da Procura Interna (0,5 p.p.). As Exportações e Importações de Bens e Serviços aumentaram 8,1% e 4,5% em volume, respectivamente. 

Em 2010, o PIB aumentou 1,4%, o que compara com uma variação de -2,5% verificada no ano anterior. Este crescimento do PIB advém de um contributo de 0,9 p.p. da Procura Interna e de 0,5 p.p. da Procura Externa Líquida.

i008957

i008958

No 4º trimestre de 2010, a Necessidade Líquida de Financiamento da economia portuguesa (ajustada de sazonalidade) junto do exterior fixou-se em 6,9% do PIB (3.021 milhões de euros), correspondendo a uma diminuição de 3,1 p.p. face a igual período do ano anterior e menos 0,9 p.p. em relação ao 3º trimestre de 2010. Trata-se da Necessidade Líquida de Financiamento em % do PIB mais baixa desde o 2º trimestre de 2007, inclusive.

i008959

i008960

i008961 1

No 4º trimestre de 2010, reduziu-se a diferença entre Produto Interno Bruto a preços correntes (43.684 milhões de euros) e o Rendimento Nacional Bruto (42.540 milhões de euros) em 375 milhões de euros face ao trimestre anterior, em virtude do aumento do saldo dos rendimentos primários. Inversamente, a diferença entre o Rendimento Nacional Bruto e o Rendimento Disponível Bruto (42.888 milhões de euros) aumentou, em relação ao 3º trimestre de 2010, no montante de 333 milhões de euros, em virtude da melhoria do saldo das transferências correntes.

i008962

 

No 4º trimestre de 2010, a Poupança Bruta da economia portuguesa fixou-se em 9,2% do PIB. A Formação Bruta de Capital registou, no trimestre em análise, o valor mais baixo (18,4% do PIB) desde o início da série histórica (1º trimestre de 1995). Por sua vez, a Necessidade Líquida de Financiamento da economia portuguesa, registou igualmente o valor mais baixo (6,9% do PIB) desde o 2º trimestre de 2007, inclusive.

i008963

 

No 4º trimestre de 2010, a Procura Externa Líquida a preços constantes registou o valor de -3.516 milhões de euros, o que compara com -3.150 milhões de euros registados no trimestre anterior.

i008964

 

No 4º trimestre de 2010, a Procura Externa Líquida a preços correntes registou o valor de -3.190 milhões de euros, o que compara com -2.693 milhões de euros registados no 3º trimestre de 2010.

i008965

No 4º trimestre de 2010, o Emprego Total (4.897 milhares de indivíduos) registou o valor mais baixo desde o 1º trimestre de 1999, inclusive.

i008966 1

No 4º trimestre de 2010, a produtividade real do trabalho da economia portuguesa (8.285 euros por indivíduo empregue) registou o valor mais alto desde o início da série histórica (1º trimestre de 1995).

i008967

i008968

i008969

i008970

DADOS ANUAIS

i008971

 

i008972

i008973

i008974

i008975

 

ine

 

i008978

i008980

Documento Original PDF