Data: 14/06/2011
Mês: Junho
Ano: 2011

De acordo com os resultados preliminares do INE, em Abril de 2011 o Índice GEE de Comércio Internacional de Bens – Total registou um valor de 105,3 pontos e de 91,9 pontos nas exportações e importações de bens, respectivamente. Estes valores comparam com 77,6 pontos e 78,1 pontos nas exportações e importações de bens registados no período homólogo. 

Nota metodológica: O Índice GEE de Comércio Internacional de Bens – Total resulta da divisão de cada mês pela média do ano de 2008, o melhor ano no comércio internacional de Portugal.

ine

No período de Fevereiro a Abril de 2011, as saídas de bens registaram um aumento de 16,2% (VH, mm3m). As entradas registaram, no mesmo período, um aumento de 8,8%. (VH, mm3m). Houve um desagravamento do défice da Balança Comercial em 248,3 milhões de euros no período analisado.

ine

ine

No período em análise, as exportações e importações de bens no Comércio Intracomunitário registaram um aumento de 16,7% e de 6,2% face ao período homólogo. Relativamente à origem das importações a Alemanha apresenta a variação homóloga mais elevada (16,7%). No que diz respeito ao destino das exportações a Itália apresenta a variação homóloga mais elevada (22,7%).

ine

ine

ine

No período de Fevereiro a Abril de 2011, as exportações e importações de bens no Comércio Extracomunitário registaram um aumento de 14,7% e 17,0% face ao período homólogo. Relativamente à origem das importações, os países da OPEP apresentam a variação homóloga mais elevada, 37,0%. No que diz respeito ao destino das exportações, a Ásia é o país com a variação homóloga mais elevada, 29,8%.

ine

ine

ine

No período de Fevereiro a Abril de 2011, a taxa de cobertura total foi de 70,0%, correspondendo a um acréscimo de 4,4 p.p., face ao mesmo período do ano anterior. No Comércio Intracomunitário a taxa de cobertura foi de 71,3% e no Comércio Extracomunitário foi de 66,4%. No Comércio Intracomunitário, Portugal regista a taxa de cobertura mais elevada com a França (125,7%). No Comércio Extracomunitário, Portugal regista a taxa de cobertura mais elevada com a América (75,9%).

ine

ine

ine

No período de Fevereiro a Abril de 2011, relativamente às exportações pela Natureza das Grandes Categorias Económicas destaca-se a categoria de Fornecimentos Indústrias com um aumento de 28,0% face ao período homólogo. No que diz respeito às importações, destaca-se a categoria de Combustíveis e Lubrificantes com uma taxa de variação homóloga de 26,2%.

ine

ine

Ainda no período de Fevereiro a Abril de 2011, relativamente às exportações e importações pela Função das Grandes Categorias Económicas destaca-se a categoria de Bens Intermédios com taxas de variação homólogas de 22,2% e 16,2%, respectivamente.

ine

ine

 

Documento Original PDF