Data: 23/09/2020
Mês: Setembro
Ano: 2020

Segundo o INE, o PIB fixou-se em 213.301 milhões de euros em 2019, o que correspondeu a um aumento de 4,0% em valor (4,7% em 2018), traduzindo um crescimento de 2,2% em volume (2,8% em 2018) e um deflator implícito de 1,7% (1,8% em 2018). O crescimento real da economia foi determinado principalmente pelos contributos (medidos em termos líquidos de Importações) da Despesa de Consumo Final das Famílias e das Exportações, com contributos de 0,8 pontos percentuais (p.p.) cada.

O Rendimento Nacional Bruto (RNB) cresceu 4,1% em 2019 (4,6% no ano anterior). A taxa de poupança das famílias foi de 7,2% em 2019, 0,2 p.p. superior a 2018. A capacidade de financiamento da economia fixou-se em 1,0% do PIB em 2019, menos 0,2 p.p. que no ano anterior.

 

115

(Tabela: INE)

 

116

(Gráfico: INE)

 

Os resultados agora divulgados traduzem uma revisão do PIB em +0,4% (0,2 p.p. em volume e 0,2 p.p. no deflator) em 2018. Em consequência, o valor do PIB para 2019 é também revisto em alta, mantendo-se inalterada a taxa de variação em volume (2,2%) e sendo revista em 0,1 p.p. a variação em valor, para 4,0%.

 

117

(Tabela: INE)

 

Documento PDF