Data: 31/05/2017
Mês: Maio
Ano: 2017
Segundo o INE, no 1º Trimestre 2017, o Produto Interno Bruto (PIB) aumentou 2,8% em volume face ao período homólogo (2,0% no trimestre anterior). O aumento do PIB em termos homólogos esteve associado aos contributos positivos da Procura Interna (2,3 p.p.) e da Procura Externa Líquida (0,5 p.p.).
 
Esta evolução resultou do maior contributo da procura externa líquida, em consequência da aceleração mais acentuada das Exportações de Bens e Serviços que a observada nas Importações de Bens e Serviços. As Exportações aumentaram 9,7% (VH) em volume e as Importações aumentaram 8,0% (VH). O contributo das exportações para o crescimento do PIB foi 4,2 p.p. e o das Importações foi 3,7 p.p. no 1º Trimestre 2017. A procura interna manteve um contributo positivo elevado, embora inferior ao do trimestre precedente, verificando-se uma desaceleração do consumo privado e uma aceleração do Investimento.
 
Comparativamente com o 4º trimestre de 2016, o PIB aumentou 1,0% em termos reais (variação em cadeia de 0,7% no trimestre anterior). O contributo da procura externa líquida para a variação em cadeia do PIB passou de negativo para positivo, refletindo o maior aumento das Exportações de Bens e de Serviços face ao registado pelas Importações de Bens e Serviços. O contributo da procura interna diminuiu de forma expressiva devido, principalmente, ao contributo negativo da Variação de Existências. O consumo privado e a Formação Bruta de Capital Fixo (FBCF) registaram crescimentos positivos embora menores que os observados no trimestre anterior.

ine

No 1º Trimestre 2017, o excedente externo de bens e serviços fixou-se em 1,2% do PIB, o que compara com 0,7% no trimestre anterior.

A produtividade real do trabalho registou uma variação homóloga de -0,4%, enquanto o Emprego aumentou 3,2% em relação ao trimestre homólogo.

i025274

 

Documento Original PDF