Data: 21/01/2016
Ano: 2016
Em setembro de 2015, o Património Financeiro Líquido da economia portuguesa ascendeu a -199.530 milhões de euros (-112,3% do PIB), o que compara com -200.821 milhões em junho de 2015 (-113,7% do PIB).

i021439.jpg

A dívida bruta total da economia portuguesa (vis-à-vis com o resto do mundo) diminuiu de 532.161 milhões de euros (301,4% do PIB) em junho de 2015 para 520.774 milhões de euros (293,0% do PIB) em setembro de 2015.

A dívida bruta exceto ações e outras participações (vis-à-vis com o resto do mundo) fixou-se em 401.907 milhões de euros (226,1% do PIB) em setembro de 2015, o que compara com 409.466 milhões em junho de 2015 (231,9% do PIB).

A dívida líquida total da economia portuguesa (vis-à-vis com o resto do mundo) diminuiu de 213.699 milhões de euros (121% do PIB) em junho de 2015 para 211.856 milhões de euros (119,2% do PIB) em setembro de 2015.

A dívida líquida exceto ações e outras participações (vis-à-vis com o resto do mundo) fixou-se em -184.598 milhões de euros (103,9% do PIB) em setembro de 2015, o que compara com -184.500 milhões em junho de 2015 (104,5% do PIB).

i021440.jpg

Em setembro de 2015, a dívida bruta das Administrações Públicas fixou-se em 152,3% do PIB (270.740 milhões de euros). Em percentagem do PIB, trata-se de um aumento de 3,2 p.p. face a junho de 2015 (149,1%).

i021441.jpg

Relativamente aos Particulares, a Dívida Bruta Total, em percentagem do respetivo rendimento disponível bruto ajustado pela variação da participação líquida das famílias nos fundos de pensões, registou o valor de 126,6% em setembro de 2015, o que compara com 124,4% em junho de 2015.

A Dívida Bruta Total das Sociedades não Financeiras em percentagem do PIB, ascende em setembro de 2015 aos 135,8%, o que compara com 139,6% em junho de 2015.

i021442.jpg