Mês: Novembro
Ano: 2019

Em 2018, as famílias da União Europeia (UE) gastaram quase 2.066,9 mil milhões de euros (equivalente a 13,0% do PIB da UE) em “Habitação, água, eletricidade, gás e outros combustíveis”.

Este valor representa 24,0% de suas despesas totais de consumo e é a maior parcela destas, à frente da despesa em Transportes (13,2%), Alimentos e bebidas não alcoólicas (12,1%), Recreação e cultura (9,1%) e Restaurantes e hotéis (8,7%).

Em Portugal, a despesa em “Habitação, água, eletricidade, gás e outros combustíveis” ascendeu a 24,7 mil milhões de euros e representa 17,6% dos gastos das famílias em 2018 (14,9% em 2008).

 

117

 

118

(Gráficos: Eurostat)

Das principais rubricas de despesa das famílias, a habitação foi a rubrica que registou o maior aumento na última década na UE, passando de 23,2% da despesa total das famílias em 2008 para 24,0% em 2018 (ou +0,8% pontos (p.p.)).

Entre 2008 e 2018, a percentagem de despesas com Habitação, água, eletricidade, gás e outros combustíveis nas despesas totais das famílias cresceu na maioria dos Estados-Membros. O maior aumento foi registado na Finlândia (+4,8 pontos percentuais (p.p.)), à frente da Holanda (+3,1 pp), Portugal (+2,7 pp), Bulgária (+2,5 pp), Irlanda e Espanha (ambos +2,1 pp) e Luxemburgo (+2,0 pp).

Por outro lado, esse peso caiu em dez Estados-Membros: Eslováquia (-2,9 pp), seguida pela Hungria (-2,1 pp), Alemanha e Letônia (-1,7), Malta (-1,3 pp), Chipre (-1,0 pp), Polônia (-0,7 pp), Suécia (-0,4 pp), Reino Unido (-0,3 pp) e República Tcheca (-0,1 pp), tendo permanecido estável na Lituânia.

 

Documento PDF