Mês: Setembro
Ano: 2020

O Conselho de Finanças Públicas (CFP) estima uma queda do PIB de 9,3% em 2020 e um crescimento de 4,8% em 2021 e de 2,8% em 2022. Para 2020, o contributo para o crescimento do PIB das Exportações líquidas é de -2,2 p.p. e o contributo da Procura interna é de -7,1 p.p.

No que se refere ao Índice Harmonizado de Preços no Consumidor (IHPC), as projeções do CFP para 2020 são de 0,1%.

Relativamente à Balança Corrente e de Capital (em % do PIB), a projecção aponta para -1,3% do PIB em 2020.

Para 2020, as projecções antecipam a subida da taxa de desemprego de 6,5% em 2019 para 10,0%.

Relativamente ao saldo orçamental, o CFP estima que este registe -7,2% em 2020, -3,2% em 2019 e -3,0% em 2020. Quanto à dívida pública, o CFP estima que esta registe 137,6% do PIB em 2020.

 

73

 

74

(Tabelas: CFP)

 

Com o objetivo identificar os efeitos da pandemia COVID-19 na economia portuguesa, disponibilizamos de forma sintética as principais estimativas para a evolução do PIB já divulgadas.

As previsões de várias instituições para a recessão económica portuguesa, na sequência da crise causada pela pandemia COVID-19, vão de um recuo do Produto Interno Bruto (PIB) de 4,0% no melhor cenário a um recuo de 20,0% no pior cenário.

 

75

(Tabela: GEE)

 

Documento PDF